TRIBOS URBANAS
Postagem 23 de fevereiro de 2014

Arte taw ranon

Não há como negar: uma das coisas mais cobiçadas ultimamente, é a conquista da auto projeção social silenciosa que se abriga nos meandros dos availabilities  tecnológicos, quase como que uma indispensável para o equilíbrio físico e mental. Há quem afirme que na prática também se possa experimentar uma inigualável sensação de prazer de finalmente se ter alcançado o tão sonhado equilíbrio financeiro.

Não sendo poucos os recursos a disposição de uma havida e inquieta raça incessantemente em busca, exagerada ou não, a produção de textos e imagens que inunda as redes sociais beirando algo próximo do diluvio descrito nas escrituras sagradas.  

Sem um numero qualquer que expresse a energia gerada sobre a face do  planeta, em portais como o Facebook, o Instagram e outros tantos descrevem a vida muito mais do que simplesmente  existir: é preciso dizer todos os dias ‘eu existo e estou, por cima da carne seca’. Premissa básica do curtindo é que se é curtido, basta para isso curtir.

Intensa porem sem noção poderia parecer a presente contemplação. Expedição de um passado inteiramente isenta das trilhas que percorrem o mundo, no partilhamento da experiência insensata ou não. Na porteira do alivio imediato anti-rugas e frustrações, no consultório de psicologia e até dermatológico. Tem se de tudo e para todos tem se visto de tudo. E, em se sobrando tempo, prazeroso pode ser cutucar o capeta com vara curta, isso não custa nada. Se se melar a “relação” fazer o que? abre se outra conta.

Como seria o mundo sem isso não se pode imaginar. Como também não é possível imaginar como seria o mundo com isso e disposto a contestar a sua própria veracidade. Na linha do tempo de cada um, a missão de nela escrever o certamente fara parte de um futuro.  

Cordeiros e corvos e anjos, bestas, sábios ou serpentes, dia apos dia apesentamos nossas idéias todos na mesma ceara. Preferindo me calar eu até me calaria se nada mais houvesse a dizer.  Na sucessiva produção de imagens e palavras, sem que sejamos questionados, na imensidão do universo, cumprimos a missão de sermos como se costuma dizer: a imagem e semelhança do todo poderoso, imagem e a semelhança de Deus.


TAW RANON




Resto do Post

Um comentário: